Dia Europeu de Proteção das Crianças contra a Exploração Sexual e o Abuso Sexual - 18 novembro 

A primeira Iniciativa de Complemento Curricular (ICC) PRESSE do ano letivo 2017/18 dedica-se à comemoração do Dia Europeu sobre a Proteção de Crianças contra a Exploração Sexual e o Abuso Sexual que se assinala no dia 18 de novembro, por decisão do Comité de Ministros do Conselho da Europa.

A exploração e o abuso sexual de crianças são ainda uma realidade trágica para as nossas sociedades. Constituem uma violação séria dos direitos das crianças e têm um efeito duradouro e de consequências prejudiciais para a vida inteira.

Para evitar estes crimes, processar os autores e proteger as vítimas, o Conselho da Europa e os seus Estados- Membros precisam de assegurar que os pais, educadores, organizações não-governamentais e decisores não se afastem do problema, mas que o discutam abertamente apresentando formas práticas de o resolver e tomar medidas concretas para resolvê-lo. 

O PRESSE uniu-se a esta causa e organizou uma ICC com um conjunto de ações e suportes criativos dedicados aos alunos dos diferentes níveis de ensino. Este dia, não é apenas destinado às crianças mas a todos os que interagem com elas na sua capacidade pessoal ou profissional, pelo que também devem ser envolvidos: 

O Dia Europeu sobre a Proteção de Crianças contra a Exploração Sexual tem como principais objetivos: 

1º CICLO - Cubo das Brincadeiras

Cubo das Brincadeiras

A ação para o primeiro ciclo consiste numa atividade com um cubo de esferovite e tem como finalidade aprender a distinguir comportamentos de abuso sexual. O cubo é composto por seis brincadeiras, com cinco que são aceitáveis e uma sexta que representa o alerta para comportamentos não aceitáveis que para a criança podem ser considerados brincadeiras inofensivas. Esta está assinalada com a cor vermelha, apelando à consciencialização contra a violência sexual – o seu reconhecimento. 

No momento em que sai a face do cubo de cor vermelha, o Profissional dinamizador enuncia exemplos de comportamentos que não são aceitáveis ao que os alunos deverão responder com o braço estendido e a mão a limitar o acesso a si: «Stop o corpo é meu!»

Saber +

2º Ciclo e 3º Ciclo - Nem tudo o que parece é

«Nem tudo o que parece é»

A ação para o segundo e terceiro ciclos está planeada, maioritariamente, para o contexto digital, pois consiste num GIF acompanhado de uma mensagem, que é enviado pela rede social WhatsApp aos alunos influentes (delegados de turma, presidentes associativos de estudantes), que por sua vez, disseminarão a mensagem pelos seus contactos.  O GIF que acompanha a mensagem, demonstra a mudança de um Emoji angelical para um Emoji diabo, deixando claro que nem tudo o que parece é. 

Aos alunos influentes que serão escolhidos para disseminar a mensagem é   entregue uma braçadeira de embaixador e uma missão: “Combater a violência sexual” e terão como objetivo alertar o maior número de amigos. 

Como prémio pela sua participação, os capitães deste projeto receberão um diploma por parte do PRESSE: CAPITÃO PRESSE (benefício para o promotor – enriquecimento do curriculum).

Saber +


Ensino Secundário -  Não vás em histórias antigas

«Não vás em histórias antigas» 

A ação para o Ensino Secundário está também planeada, para o contexto digital, pois consiste num GIF que é enviado pela rede social WhatsApp aos alunos influentes (delegados de turma, presidentes associativos de estudantes), que por sua vez, disseminarão a mensagem pelos seus contactos. O GIF – Não vás em histórias antigas – deixa claro que «nem tudo o que parece é» serve também para lançar o desafio: faz um vídeo criativo.

Os alunos serão convidados, em contexto de turma, a criar um vídeo sobre o tema e a enviá-lo para a equipa PRESSE que posteriormente enviará ao GPL. Ao GPL competirá validar os vídeos candidatos e submetê-los à apreciação do júri
 (gt-PRESSE e 
gabinete de comunicação B+ ).   

Saber +